quarta-feira, 14 de junho de 2017

Lula usa advogado de Temer para criticar Moro

Com Blog do Josias - UOL
Sem muita esperança de ser absolvido por Sergio Moro, Lula reage à condenação que está por vir no caso do tríplex como um paciente que, impossibilitado de retocar a radiografia, ataca o médico responsável pelo diagnóstico. O réu petista veiculou nas redes sociais um vídeo que intercala embates da defesa de Lula com Moro e ataques ao juiz da Lava Jato. Entre os personagens que desempenham na peça o papel de membros da infantaria anti-Lava Jato está o advogado de Michel Temer, Antônio Mariz de Oliveira.
Mariz põe em dúvida o discernimento técnico de Moro: “Eu questiono veementemente —e acho que a advocacia devesse também questionar— as suas condições para o exercício do nobre mister de julgar, de dizer o certo e o errado, o justo e o injusto, o lícito e o ilícito.” Ironicamente, levantamento feito pelo Ministério Público do Paraná há seis meses revelou que o Supremo Tribunal Federal, quando acionado, manteve 81% das decisões de Moro.
Antes de levar à web o vídeo em que terceiriza a artilharia contra o magistrado que deve condená-lo, Lula ironizara Moro em discurso para uma plateia companheira, no último sábado (10). “Eu estou quase falando: ‘Moro, meu amigo Moro, o Joesley [Batista, da JBS] disse que eu tenho US$ 82 milhões. Se você quiser que eu faça uma delaçãozinha e você me der US$ 41 milhões, eu faço. O primeiro que eu entrego é ele. E aí vou lá para o tríplex”, disse o pajé do PT, ateando risos na audiência.
O humor, como se sabe, compreende também o mau humor. O mau humor de Lula é que talvez não compreenda o inferno que o aguarda na hipótese de confirmação de um veredicto condenatório. Lula terá de recorrer ao TRF-4, tribunal sediado em Porto Alegre. Ali, a taxa de revisão das decisões de Moro gira em torno dos 4%. Se for ratificada, a sentença de Moro abrirá para Lula as portas da cadeia, barrando-lhe o acesso às urnas. O réu decerto guarda muitas piadas no bolso do colete.


Nenhum comentário:

Postar um comentário