domingo, 11 de junho de 2017

PSDB quer evitar racha em decisão da Executiva

O Estado de São Paulo


Foto: Fábio Motta/Estadão


A cúpula do PSDB só vai para o “tudo ou nada”, em reunião agendada para segunda-feira, quando tiver a garantia de que o partido tomará uma decisão coesa sobre permanecer ou não na base de apoio do presidente Michel Temer.

No momento, o placar interno mostra que o partido sairá rachado ao final dessa discussão, mas existe forte pressão pelo desembarque. Defensores da tese, acham que sair do governo garantirá o discurso político nas eleições.

Nesse caso, o PSDB manteria apoio às reformas e ministros poderiam permanecer nos cargos como cota pessoal de Temer. 

Para evitar que o partido saia desgastado, o ex-presidente Fernando Henrique Cardoso dedica o fim de semana para evitar esse cenário e buscar uma decisão que garanta maioria consolidada para a decisão que for tomada.

Falta. Se não mudar de ideia, Aécio Neves estará ausente da reunião do diretório nacional do PSDB nesta segunda. Desde que foi afastado da presidência da sigla e do mandato de senador, evita sair de casa.

Nenhum comentário:

Postar um comentário