domingo, 11 de junho de 2017

Odebrecht acionou políticos para aprovar entrada da Venezuela no Mercosul

Michel Filho
Odebrecht participou da negociação da aprovação pelo Senado da entrada da Venezuela no Mercosul. Emílio Odebrecht, Marcelo Odebrecht e outros executivos da cúpula da empresa acionaram políticos de diferentes partidos para convencê-los sobre a importância de a Venezuela ser aceita no bloco.
Um conjunto de e-mails a que a coluna teve acesso mostra que Emílio Odebrecht recorreu a Fernando Henrique Cardoso, pedindo que ele atuasse junto a tucanos a favor da medida. Marcelo Odebrecht esteve com Aécio Neves para conseguir os votos de Minas Gerais, e Benedicto Júnior, com Sérgio Cabral, para assegurar os do Rio de Janeiro.
A ação começou a mando de Marcelo, que, em 11 de março de 2009, escreveu a um grupo de executivos: "Temos vários a quem podemos influenciar".
A Odebrecht chegou a fazer uma planilha — desta vez, sem apelidos — com os votos de cada senador. Em dezembro, a entrada da Venezuela foi aprovada por 35 votos a favor contra 27 contrários.

Nenhum comentário:

Postar um comentário