terça-feira, 6 de junho de 2017

Motoqueiro de Dilma 'trambique' ganha cargo comissionado de R$ 21 mil no Senado

Andreza Matais - O Estado de São Paulo

Foto: DIDA SAMPAIO/ESTADAO

O ex-ministro Carlos Gabas foi nomeado nesta terça-feira para cargo comissionado na liderança da minoria do Senado. Gabas foi ministro da Previdência no governo Dilma Rousseff. Muito próximo da petista, ele ficou conhecido por levar Dilma para passear na garupa de sua moto. O salário bruto para a função que ele irá exercer é de R$ 20.950,16.
Em junho de 2016, Gabas foi alvo de condução coercitiva pela Operação Custo Brasil, que investigou esquema de corrupção no Ministério do Planejamento. O ex-vereador petista Alexandre Romano contou em delação premiada que parte do dinheiro sujo que recebia era dividida com Gabas, que sempre negou.
No mesmo ato de nomeação, o boletim do Senado informa que o ex-ministro Gilberto Carvalho foi rebaixado de cargo. Ele também é lotado na liderança, que virou destino de vários ex-colaboradores de Dilma. Com a mudança de cargo, o salário de Carvalho caiu de R$ 20,9 mil para R$ 15,7  mil bruto.
Os dois foram contratados pelo senador Lindbergh Faria (PT-RJ), que responde pela liderança. Eles estão dispensados de assinar o ponto, mecanismo de confirmação de presença na Casa.

Nenhum comentário:

Postar um comentário