terça-feira, 6 de junho de 2017

Comparsa da dupla corrupta Lula-Dilma, Renato Duque, ex-Petrobras, formaliza pedido para delatar

Ernesto Neves - Veja



Renato Duque: ele quer delatar (Reprodução/Reprodução)
Condenado a 40 anos de cadeia, o ex-diretor da Petrobras Renato Duque formalizou nesta terça (6) seu pedido de delação premiada. Renato afirma que quer ser interrogado novamente, para que colabore com a Justiça.
“O ora Peticionante deseja ser reinterrogado, pois deseja colaborar espontaneamente com a Justiça, independente de formalização de acordo de Colaboração”, escreveu sua defesa, em documento enviado a Sergio Moro.
“Ao final o requerente manifesta seu interesse de continuar colaborando com todas as investigações das quais tenha conhecimento de fatos relevantes sobre a Petrobrás”, conclui a defesa.
Duque foi condenado por sangrar a Petrobras em 650 milhões de reais em esquemas de desvios e pagamentos de propinas. As penas totalizam quatro décadas de reclusão por crimes de corrupção passiva e lavagem de dinheiro.

Nenhum comentário:

Postar um comentário