sexta-feira, 23 de junho de 2017

Alckmin diz que próximo presidente terá mais legitimidade que Temer

Daniel Weterman - O Estado de S.Paulo


O governador de São Paulo, Geraldo Alckmin (PSDB), declarou mais uma vez sua intenção em ser candidato à Presidência da República durante entrevista à Super Rádio na manhã desta sexta-feira, 23. O tucano disse, ainda, que o próximo presidente eleito terá mais legitimidade que Michel Temer (PMDB), por ser escolhido nas urnas. 
Gerlado Alckmin
Governador de São Paulo disse que 'será uma honra' ser presidente Foto: Felipe Rau/Estadão
Alckmin citou seu exemplo, ao lembrar que foi governador pela primeira vez "sem voto", quando assumiu o cargo em 2001 após a morte de Mário Covas. "O presidente Temer enfrenta uma grande dificuldade, que é não ter passado pelas urnas, não ter tido voto. Então ano que vem quem for eleito vai ter muita legitimidade e o Brasil tem tudo para voltar a crescer", afirmou.

O tucano visitou duas rádios AM na capital paulista, em razão da cerimônia de migração de rádios AM para FM, que ocorre nesta manhã no Palácio dos Bandeirantes. Durante a entrevista na Super Rádio, o locutor Paulo Barboza afirmou que neste ano completará 58 anos de carreira e gostaria de receber "o presidente da República Geraldo Alckmin" no programa daqui a dois anos. "Será uma honra", respondeu Alckmin. Momentos antes, na mesma entrevista, o governador havia falado que sua candidatura "está nas mãos de Deus".
O governador afirmou que é preciso ter "esperança" no Brasil. Ele citou a criação de 34,2 mil vagas de emprego em maio, das quais 17,3 mil foram no Estado de São Paulo, e falou que a economia nacional terá um segundo semestre "melhor". 

Nenhum comentário:

Postar um comentário