sábado, 3 de junho de 2017

Por que o Judiciário demora tanto para barrar os passos da organização criminosa de Lula, que continua agindo no governo Temer?

Atualizado às 08h58

O que mais chama atenção na caça aos criminosos envolvidos com a Lava Jato, não é a prisão de protagonistas de colarinho branco, mas a rapidez com que alguns elementos são conduzidos ao xadrez, enquanto o chefe maior da organização criminosa, Luiz Inácio Lula da Silva, continua solto, operando e rindo da Justiça.

Por que? 

Os 13,5 anos em que a dupla Lula-Dilma esteve no poder e cometeu o maior assalto à coisa pública de que se tem conhecimento na história da humanidade parecia ter chegado ao fim, quando milhões foram às ruas exigir que o lulopetismo fosse defenestrado do poder, o que aparentemente foi conseguido.

A frustração hoje identificada na face de cada brasileiro decorre do fato de que Lula e Dilma saíram do poder, mas lá permaneceram Temer e outras figuras tenebrosas que haviam integrado a organização criminosa comandada pelo 'Amigo', como Lula é definido nas folhas de propinas da Odebrecht.

O que causa horror à nação é o fato de Temer se recusar a deixar a presidência da República, agredindo os fatos que apontam para o cometimento de bandalheiras, certamente não do mesmo tamanho das cometidas por Lula e Dilma, mas, em última análise, significativos assaltos ao bolso dos brasileiros.

A demora em se dar um basta à corrupção vigente - Lula e Dilma continuam soltos, operando e torrando recursos do povo, inclusive em viagens internacionais - remete para a irresponsabilidade do Judiciário.

Por que o Judiciário demora tanto para barrar os passos da organização criminosa de Lula, que continua agindo no governo Temer?

Nenhum comentário:

Postar um comentário