sexta-feira, 16 de junho de 2017

Governo estuda aumentar limite de US$ 500 para compras em free shops

Marcelo Justo-24.set.2009/Folhapress
Vendedora arruma prateleira no estande de loja no free shop do aeroporto de Guarulhos
Vendedora arruma prateleira no estande de loja no free shop do aeroporto de Guarulhos


Mônica Bergamo - Folha de São Paulo

O governo federal discute a possibilidade de aumentar o valor máximo de isenção para gastos em free shops por quem desembarca de voos internacionais nos aeroportos brasileiros. O limite atual, de US$ 500, é o mesmo desde 1991.

DECOLAGEM
A Dufry, que opera 33 lojas do tipo nos maiores terminais do país, pediu ao Ministério da Indústria, Comércio Exterior e Serviços apoio à proposta de dobrar a cota para as compras. Presidente do grupo para a América do Sul, Humberto Mota esteve com o titular da pasta, Marcos Pereira, para tratar do tema.

MADE IN BRAZIL
A rede diz que o aumento da cota vai trazer um acréscimo de R$ 320 milhões em tributos que incidem sobre o faturamento das lojas. Como contrapartida, a Dufry se dispôs a colocar em suas 2.700 unidades instaladas em 65 países uma seção exclusivamente para produtos do Brasil.

ESCALA
O ministro Marcos Pereira decidiu apoiar a proposta, mas falta agora driblar a resistência da Receita Federal, que não quer abrir mão da arrecadação de impostos sobre os produtos vendidos.

RANKING
Raquel Dodge é a que tem mais chance de ser indicada por Michel Temer para o comando da PGR (Procuradoria-Geral da República) entre os cotados para integrar a lista tríplice da categoria.

A PRIMEIRA
Além de adversária de Rodrigo Janot, ela seria a primeira mulher a assumir a PGR.

TÔ FORA
Temer pode, no entanto, optar por ignorar simplesmente a lista tríplice. A opção está em análise no governo.

EU DISSE?
Temer já prometeu, inclusive em nota pública, indicar o mais votado da lista. Mas dificilmente honrará a palavra caso da eleição não saia nome palatável para o governo.

Nenhum comentário:

Postar um comentário