terça-feira, 13 de junho de 2017

"Diretas para o oportunismo", por Carlos Andreazza

O Globo


O GLOBO publicou, em 8 de junho, um artigo do deputado Carlos Zarattini, líder do PT na Câmara e eleitor de Michel Temer em 2010 e 2014, para cujo mandato não só deu voto como trabalhou, mas cujo governo agora chama de ilegítimo. Não é forma honesta de lidar com a soberania popular, sobretudo quando o texto em questão — de um petista — atribui às eleições diretas força para vencer crise cavada e aprofundada por petistas eleitos.
Tenho dúvidas sobre se uma eleição legalmente imprevista seria capaz de resolver sequer um problema brasileiro. Estou certo, porém, de que a democracia seletiva de Zarattini não está preocupada com solução, senão com uma que recoloque o PT no poder. Há intenção no simplismo.

Nenhum comentário:

Postar um comentário