domingo, 4 de junho de 2017

Deltan Dallagnol: "A corrupção suga a energia da produção brasileira e a qualidade do serviço público"

Com O Antagonista


A corrupção sistêmica é incompatível com o desenvolvimento econômico e social.
É o que dizem estudos internacionais citados por Deltan Dallagnol em seu artigo deste domingo na Folha.
"A corrupção suga, por meio de mais e mais impostos, a energia da produção brasileira e, por meio de mais e mais desvios, a qualidade do serviço público."
Para Deltan, o Brasil "está desiludido, mas o problema não está na descoberta da ilusão", "é a realidade que está distorcida".
Ao mesmo tempo, o país "vive uma grande chance de se reconstruir sobre novas bases".
"A lei não precisa se ajoelhar diante dos barões; o país não tem que caminhar sobre uma ponte instável; a população não está condenada a ser governada pela cleptocracia."

Nenhum comentário:

Postar um comentário