segunda-feira, 20 de maio de 2019

‘E esse vídeo maluco?’, questiona Janaina sobre publicação de Bolsonaro

A deputada estadual Janaina Paschoal (PSL-SP) questionou, em um grupo no WhatsApp com membros da bancada do partido na Assembleia Legislativa de São Paulo (Alesp), a divulgação, pelo presidente Jair Bolsonaro, de um vídeo em que um pastor francês o apresenta como um “estabelecido por Deus” para comandar o Brasil. “E esse vídeo maluco de Messias? O que ele quer com isso?”, indagou Janaina.
A informação foi revelada pela rádio Jovem Pan nesta segunda-feira, 20. Em mensagem de áudio também enviada ao grupo, a deputada estadual mais votada da história do país, que chegou a ser cotada para concorrer como vice de Bolsonaro, mas recusou, também questiona a “plenitude” das faculdades mentais do presidente.
“Eu peço que vocês assistam e respondam: ‘O senhor, um presidente da República, na plenitude de suas faculdades mentais, publicaria um vídeo desse?'”, indagou.
No vídeo compartilhado no Facebook por Jair Bolsonaro neste domingo, o pastor Steve Kunda afirma que “na história da Bíblia, houve políticos que foram estabelecidos por Deus. Um exemplo quando falam do imperador da Pérsia Ciro. Antes do seu nascimento, Deus fala através de Isaías: ‘Eu escolho meu servo Ciro’. E senhor Jair Bolsonaro é o Ciro do Brasil. Você querendo ou não”.
Em nova mensagem de texto aos pesselistas da Alesp, Janaina Paschoal reclamou ainda da “cegueira” deles e afirmou que tentará deixar a bancada do partido. “Amigos, vocês estão cegos. Estou saindo do grupo, vou ver como faço para sair da bancada. Acho que os ajudei na eleição, mas preciso pensar no país. Isso tudo é responsabilidade”, afirma na mensagem de texto. Na sequência, a deputada saiu do grupo.
Janaina Paschoal também pediu para que os deputados “saiam da bolha”, porque estão “muito parecido com petistas”. “Não tem nada a ver com toma lá dá cá. O presidente precisa entender que não será ovacionado pelo povo. A história mostra que essa estratégia não dá certo”.
VEJA tenta contato com a deputada estadual, mas não obteve retorno até a publicação desta reportagem.

Críticas a manifestação

Neste domingo, Janaina Paschoal usou o Twitter para criticar as manifestaçõesconvocadas para defender Jair Bolsonaro no próximo domingo, 26. A deputada estadual do PSL escreveu que “não tem sentido quem está com o poder convocar manifestações” e avaliou que, “se as ruas estiverem vazias”, Bolsonaro “perceberá que terá que parar de fazer drama para TRABALHAR!”. 
“Pelo amor de Deus, parem as convocações! Essas pessoas precisam de um choque de realidade. Não tem sentido quem está com o poder convocar manifestações! Raciocinem! Eu só peço o básico! Reflitam!”, escreveu. “Àqueles que amam o Brasil, eu rogo: não se permitam usar! Não me calei diante dos crimes da esquerda, não me calarei diante da irresponsabilidade da direita”, completou a deputada paulista.
Ainda conforme Janaina, Jair Bolsonaro confunde “propositalmente” “discussões democráticas com toma-lá-dá-cá”. “O que ele quer? Não tem cabimento Deputados eleitos legitimamente fugirem das dificuldades de convencer os colegas (ser Parlamentar é dificil) e ficarem instigando o povo a gerar o caos”, tuitou.

Nenhum comentário:

Postar um comentário