terça-feira, 28 de fevereiro de 2017

Cinema e comunismo

José Nêumanne - O Estado de São Paulo


Warren e Faye se enrolam na entrega do Oscar 2017 para melhor filme Foto AFP
Veteranos Warren Beatty  e Faye Danaway se enrolam na entrega do Oscar 2017 para melhor filme Foto AFP
Depois da lambança no concurso de Miss Universo, agora foi a vez do mais celebrado amante de Hollywood, Warren Beatty, errar o premiado do mais cobiçado de todos os Oscars, o de melhor filme. O ganhador foi Moonlight, sob a luz do luar e ele anunciou La la land, o favorito que perdeu. Enquanto isso, em nossos tristes trópicos a história da transparência que abateu e revelou os podres do império comunista, que mandou em metade do mundo entre o fim da segunda guerra e o do século 20, é contada pelo jornalista americano que hoje dirige a revista que publicou os textos de Eichman em Jerusalém, o clássico dos clássicos de Hannah Arendt.

(Comentário no Direto da Moviola e no Direto da Estante no Estadão no Ar da rádio Estadão – FM 91,9 – da segunda-feira 27 de fevereiro de 2017, às 17h50m)


Capa do livro O túmuloo de Lênjn
Capa do livro O túmulo de Lênjn

Nenhum comentário:

Postar um comentário