terça-feira, 29 de janeiro de 2019

O personagem Leonardo Quintão

O nome do deputado federal não reeleito pelo MDB de Minas, Leonardo Quintão, emerge neste atual luto pelos mortos em Brumadinho (MG) não porque ele passou a ser o novo articulador da Casa Civil com o Senado, mas porque Quintão retirou dispositivos que ampliariam a fiscalização de barragens de rejeitos da medida provisória que deu origem à Agência Nacional de Mineração, informa o Valor.
Quintão é conhecido pela estreita relação que mantém com as mineradoras, setor que financiou suas campanhas. Uma versão do texto do Código da Mineração, do qual foi relator, foi elaborado, por exemplo, em um escritório de advocacia que defende mineradoras, segundo a BBC. 
O irmão dele também fechou contrato com uma empresa para explorar rejeitos da Vale na região do Córrego do Feijão, segundo a Folha. Ele sempre afirmou que as doações de mineradoras foram feitas de forma legal e que sua atuação na ANM pretendeu valorizar a competência dos técnicos da agência.

O Estado de São Paulo

Nenhum comentário:

Postar um comentário