quinta-feira, 27 de julho de 2017

Navio nazista que saiu do Brasil em 1939 é encontrado na Islândia, diz imprensa britânica

Com O Estado de São Paulo


LONDRES – Um navio nazista que fazia a rota entre o Brasil e a Alemanha em 1939 supostamente com uma carga de metal valioso foi encontrado por uma empresa que caça tesouros a cerca de 120 km de costa da Islândia, afirmou a imprensa britânica.
A informação foi revelada no fim de semana pelo tabloide The Sun, que afirmou ainda que a empresa britânica Advanced Marine Services pediu autorização ao governo islandês para fazer um buraco no casco da embarcação SS Minden e remover o contêiner que supostamente guardaria quatro toneladas de ouro – com valor estimado de 100 milhões de libras (R$ 413 milhões, em valores atuais).
Embarcação alemã SS Porta II, da mesma classe que o SS Minden afundado perto da Islândia; caçadores de tesouro acreditam ter encontrado carga avaliada em mais de R$ 400 milhões (Nikolaus Stürzl/Wikimedia Commons)
Embarcação alemã SS Porta II, da mesma classe que o SS Minden afundado perto da Islândia; caçadores de tesouro acreditam ter encontrado carga avaliada em mais de R$ 400 milhões (Nikolaus Stürzl/Wikimedia Commons)
A empresa também desejaria levar a carga para o Reino Unido, alegando que o conteúdo pertence a quem o localizou. O governo da Islândia deve decidir nos próximos dias sobre a propriedade do navio afundado e sobre o pedido da Advanced Marine Services, completou o Sun.
Historiadores ouvidos por outro diário britânico, o Daily Mail, disseram, no entanto, que os registros indicam que a carga transportada pelo barco não tinha valor e questionaram a hipótese de que um tesouro do governo alemão nazista tenha sido encontrado.
A embarcação SS Minden deixou a costa brasileira em 6 de setembro de 1939, cinco dias depois do início da 2ª Guerra, depois que funcionários do Banco Germânico, uma subsidiária do banco alemão Dresdner, ajudaram a carregar o navio.
Não se sabe ao certo o que ele carregava, mas especialistas acreditam que poderia ser ouro que o governo de Adolf Hitler mantinha em bancos sul-americanos.
Ainda segundo historiadores, quando o SS Minden foi interceptado pelos cruzadores britânicos HMS Calypso e HMS Dunedin o próprio Hitler teria ordenado ao capitão que afundasse a embarcação para evitar que a Marinha Real capturasse sua carga.

Nenhum comentário:

Postar um comentário