segunda-feira, 31 de julho de 2017

Sam Shepard, ator e dramaturgo americano, morre aos 73 anos

Sam Shepard no papel de Spude Jones em
Sam Shepard no papel de Spude Jones em "Flores de Aço" (Foto: Divulgação)

G1

O ator e dramaturgo americano Sam Shepard morreu aos 73 anos.
Ele sofria de esclerose lateral amiotrófica e morreu no domingo (30)
 em sua casa no Kentucky (EUA), cercado pela família, segundo um
 porta-voz.
Samuel Shepard Rogers III nasceu em 5 de novembro de 1943 em
Fort Sheridan, nos Estados Unidos. Fez sua carreira com destaque
para o teatro, com mais de 40 peças escritas.
No cinema, esteve em filmes como "Falcão Negro em Perigo" (2001)
e "Os eleitos" (1983), pelo qual recebeu uma indicação ao Oscar de
ator coadjuvante.

Filme inédito e série na Netflix

Seu último trabalho de mais destaque foi como Robert Rayburn na
série "Bloodline" (2015), da Netflix. Ele também deixa o filme "Never
Here", um thriller ainda não lançado que foi exibido em junho no 
festival de Los Angeles.
Shepard também foi roteirista, autor de livros e diretor. Em 1979,
recebeu o prêmio Pulitzer de Melhor Drama por seu trabalho em
"Buried Child".

Em 2009, foi celebrado como "Um mestre da dramaturgia americana", 
pela Laura Pels International Foundation for Theater Award.
Na Broadway, teve destaque em peças como "La MaMa" e "Caffe
Cino". A filmografia como roteirista inclui filmes como "Paris, Texas" 
(1984) e "O espírito do silêncio" (1993)
O produtor Beau Willimon, que trabalhou com Shepard, lamentou a
morte:




Sam Shepard is one of the greats. These eyes saw so much, and he wrote of what he saw with fearless, timeless honesty. RIP maestro.

Nenhum comentário:

Postar um comentário