terça-feira, 16 de maio de 2017

Um novo advogado de Lula, o corrupto, na Lava Jato. De onde vem a grana para pagá-lo?

João Pedroso de Campos - Veja



Manoel Caetano Ferreira Filho é professor da Universidade Federal do Paraná, a mesma onde Sergio Moro é docente licenciado



O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva tem um novo advogado para defendê-lo nas duas ações penais da Operação Lava Jato em que é réu.  Nesta terça-feira, Cristiano Zanin Martins, que já defende o petista, anexou aos autos do processo a inscrição de Manoel Caetano Ferreira Filho como defensor de Lula. Protagonista de embates com o juiz federal Sergio Moro em audiências, Zanin Martins continua na defesa do ex-presidente, ao lado de Roberto Teixeira e do criminalista José Roberto Batochio.
Mestre em Direito e professor de Direito Processual Civil da Universidade Federal do Paraná (UFPR), a mesma da qual Moro é docente licenciado, Ferreira Filho participou de atos contra a condução da Lava Jato pelo magistrado e assinou uma carta de juristas contrários ao impeachment da ex-presidente Dilma Rousseff.
Em um dos processos em que o jurista trabalhará, Lula é réu pelos crimes de corrupção passiva e lavagem de dinheiro por supostamente ter recebido propina de 3,7 milhões da empreiteira OAS. Segundo o Ministério Público Federal, o petista foi beneficiado ilicitamente pela empreiteira a partir da reserva e a reforma de um tríplex no Guarujá (SP) e do armazenamento de seu acervo presidencial em uma empresa de transportes.
No outro processo em que Ferreira Filho foi habilitado como advogado, o ex-presidente é acusado dos crimes de corrupção passiva e lavagem de dinheiro por supostamente ter recebido propinas de 13 milhões de reais da Odebrecht. Parte do dinheiro, 12,4 milhões de reais, teria sido gasta na compra de um terreno para abrigar a sede do Instituto Lula em São Paulo – o instituto acabou sendo construído em outro endereço. Outros 504.000 reais teriam sido usados na compra da cobertura contígua à de Lula no edifício Hill House, em São Bernardo do Campo (SP). As duas compras teriam sido feitas por meio de laranjas.
Veja abaixo o documento em que Cristiano Zanin Martins inclui o novo advogado na ação:

O documento que inclui Manoel Caetano Ferreira filho entre os advogados de Lula (Reprodução/Reprodução)

Nenhum comentário:

Postar um comentário