quarta-feira, 31 de maio de 2017

Manchester United é o primeiro clube a valer mais de € 3 bilhões

Luís Curro - Folha de São Paulo


Manchester United, da Inglaterra, é o primeiro clube a ultrapassar a marca dos € 3 bilhões (cerca de R$ 10,9 bilhões) em valor de mercado.
Estudo da holandesa KPMG mostra que o Man United se desgarrou do espanhol Real Madrid, com quem estava empatado no levantamento anterior (ambos valiam € 2,9 bilhões), o primeiro a ser realizado pela empresa de auditoria.
No ranking da KPMG, depois no Man United, aparecem Real Madrid (€ 2,9 bilhões), Barcelona (€ 2,7 bilhões), Bayern de Munique (€ 2,4 bilhões) e Manchester City (€ 1,91 bilhão).
O estudo leva em consideração em consideração as receitas nas temporadas 2014/2015 e 2015/2016, os resultados obtidos em campo pela equipe e sua popularidade nas redes sociais.
Comandado pelo badalado treinador português José Mourinho, na temporada 2016/2017 o Man United faturou três títulos: o da Liga Europa, com vitória por 2 a 0 sobre o holandês Ajax (conquista que valeu uma vaga na próxima Champions League), o da Supercopa da Inglaterra (2 a 1 no Leicester) e o da Copa da Liga Inglesa (3 a 2 no Southampton).
Esse desempenho pode fazer o clube ampliar seu valor no próximo ranking, já que a KPMG diz não considerar os resultados da atual temporada em seus cálculos.
Neste mês, o Man United anunciou esperar conseguir, em 2017, receita de até £ 570 milhões (aproximadamente R$ 2,4 bilhões).
No Facebook, os Diabos Vermelhos têm 73,5 milhões de curtidas. No Twitter, contam com 11,2 milhões de seguidores. No Instagram, são 17,8 milhões.
A formação do Manchester United antes da final da Liga Europa, contra 0 Ajax, em Estocolmo (Suécia): Fellaini, Smalling, Rashford, Blind, Pogba e Romero (em pé); Mata, Darmian, Valencia, Herrera e Mkhitarian (agachados) (Gong Bing – 24.mai.2017/Xinhua)
O Man United tem no elenco o jogador mais caro do planeta, o meia francês Paul Pogba, contratado da Juventus (Itália) em meados de 2016 por € 105 milhões (R$ 382 milhões pelo câmbio atual).
O clube é o maior campeão inglês (20 títulos, dois a mais que o Liverpool) e possui três taças da Liga dos Campeões da Europa (oito a menos que o Real Madrid).
Eis o top 10 da lista de 32 clubes da KPMG, em valor de mercado:

1 – Manchester United (Inglaterra) – € 3 bilhões
2 – Real Madrid (Espanha) – € 2,9 bilhões
3 – Barcelona (Espanha) – € 2,7 bilhões
4 – Bayern de Munique (Alemanha) – € 2,4 bilhões
5 – Manchester City (Inglaterra) – € 1,91 bilhão
6 – Arsenal (Inglaterra) – € 1,88 bilhão
7 – Chelsea (Inglaterra) – € 1,5 bilhão
8 – Liverpool (Inglaterra) – € 1,3 bilhão
9 – Juventus (Itália) – €1,16 bilhão
10 – Tottenham (Inglaterra) – € 978 milhões

Em tempo: Em novembro do ano passado, a “Forbes” mexicana divulgou uma lista dos clubes mais valiosos das Américas, e o Corinthians ocupa o topo, com valor de US$ 532,7 milhões (R$ 1,73 bilhão pelo câmbio atual). Depois vêm Palmeiras (US$ 480,1 milhões), Grêmio (US$ 320,9 milhões) e os mexicanos Chivas (US$ 273,1 milhões) e Monterrey (US$ 270 milhões). O São Paulo está na 11ª posição (US$ 188,3 milhões), o Internacional, na 17ª (US$ 158,7 milhões), o Atlético-PR, na 25ª (US$ 141,5 milhões), o Flamengo, na 27ª (US$ 128,3 milhões), e o Santos, na 34ª (US$ 111,7 milhões). 

Nenhum comentário:

Postar um comentário