quinta-feira, 11 de maio de 2017

Manchete da Folha, porta-voz do covil do PT: "Lula nega propina da OAS e diz ser alvo de perseguição pelo Judiciário"

Em quase cinco horas de depoimento ao juiz Sergio Moro no processo em que é acusado de receber propina da OAS, o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva negou que tenha recebido vantagens indevidas da empreiteira e se disse perseguido pelo Ministério Público Federal e pelo Judiciário. Foi o primeiro depoimento de Lula a Moro como réu.

A Procuradoria diz que o petista participou do esquema de desvios na estatal e recebeu da OAS um total de R$ 3,7 milhões em vantagens indevidas -parte desse valor teria sido pago com a reserva de um tríplex em Guarujá (SP) e em benfeitorias nesse imóvel.

Lula disse a Moro que nunca teve intenção de adquirir o tríplex e atribuiu decisões sobre o imóvel à ex-primeira-dama Marisa Letícia, morta em fevereiro.

Nenhum comentário:

Postar um comentário