sexta-feira, 26 de maio de 2017

Are You Experienced - disco de estreia de Jimi Hendrix faz 50 anos e segue atual

Felipe Cotta - UOL


Jimmy Hendrix Experience


Não é exagero dizer que Jimi Hendrix reinventou o modo de tocar guitarra. Em seu (infelizmente) breve período de 4 anos de estrelato, ele se consagrou para sempre por sua criatividade, musicalidade, por ter expandido os horizontes da guitarra elétrica e do rock psicodélico como pouquíssimos fizeram antes ou depois dele. 
Hendrix foi um mestre em redescobrir novos sons de um instrumento que todo mundo já usava há décadas, praticamente inventando distorções, efeitos, experimentos com sonoridades totalmente inéditas no rock e no blues daquela época. Jimi incorporou essa inquietude em seu som e, principalmente, em sua atitude.
Sim, ele era um showman. Podia tocar guitarra com os dentes, podia tocar com a guitarra nas costas, podia até atear fogo no instrumento e ainda assim transformar toda essa rebeldia em música. Mas mais do que isso, ele tinha um dom genial de compor e mesclar elementos do blues, do R&B e do rock. Em 1967 o mundo ainda vivia os horrores da Guerra do Vietnã e Hendrix era mais uma das vozes necessárias para engrossar o caldo do verão do amor e do movimento flower power.
O rock psicodélico se tornava cada vez mais urgente e a concorrência estava ficando cada vez mais intensa: foi o ano de estreia do The Doors, os Stones fizeram sua viagem lisérgica com Their Satanic Majesties Request, os Beatles mudaram todas as regras do jogo com Sgt. Pepper’sJefferson Airplane trazia a Califórnia para os holofotes do movimento hippie, Lou Reed fazia de seu Velvet Underground o mensageiro distópico da psicodelia, Frank Zappa e Mothers Of Invention já anteviam o rock progressivo, o Led Zeppelin estava começando a sair do papel e o Pink Floyd - com seu visionário Syd Barrett - lançava The Piper At The Gates of Dawn, um dos álbuns mais inovadores de todos os tempos. (Só para citar alguns).
Nesse contexto, Hendrix saiu dos EUA e foi para Londres, onde conheceu Noel Redding e Mitch Mitchell, os músicos com quem viria a formar a Jimi Hendrix Experience. Ele ainda não sabia, mas estava prestes a lançar um dos discos de estreia mais importantes da história do rock. Trazendo sua bagagem blueseira e suas influências de grandes guitarristas inovadores ingleses como Pete Townshend e Jeff Beck, Hendrix jogou no caldeirão toda a visão moderna e técnica que lhe transbordava e fez um disco que revolucionou a cabeça de uma geração inteira.
Are You Experiencedlançado em 12 de maio de 1967, era uma provocação. Desde o título até a última nota da última faixa, Hendrix queria cutucar, mostrar que dava para fazer diferente, mostrar que o mundo devia ser diferente. Era um som distorcido para um mundo distorcido, mas nenhum efeito ou virtuose de guitarra teria feito tanta diferença se Hendrix não fosse, também, um grande mensageiro. Aqui estão algumas de suas maiores composições. "Purple Haze", "Foxy Lady", "The Wind Cries Mary" - cada uma, mágica à sua maneira - "Fire", a versão icônica de "Hey Joe" e a própria faixa-título foram hinos de uma juventude contestadora, representando em palavras e sons tudo o que estava preso na garganta de quem não aguentava mais ver o mundo de ponta-cabeça.
São tantos clássicos que o disco até parece uma coletânea. E foi só o primeiro passo de uma jornada curta porém revolucionária, que transformaria para sempre os rumos do rock e da guitarra.
No mês de aniversário do disco, toda celebração é pouca para relembrar sua importância. Já faz 50 anos e mesmo assim o mundo continua distorcido e as mensagens de Hendrix se mantêm atuais e relevantes. Are You Experienced é uma das obras mais importantes do rock não só porque transformou a estética sonora de uma época, mas também porque nos ajuda até hoje a lutar pela nossa voz, nossa liberdade e nossa paz.
Meio século depois, ainda está séculos à frente. Are You Experienced? - Ouça o disco abaixo

Leia mais sobre Jimmy Hendrix

Nenhum comentário:

Postar um comentário