segunda-feira, 1 de maio de 2017

O pré-sal é de Lula, o maior ladrão do Brasil

Com O Antagonista



O esquema de Lula na Sete Brasil será detonado na sexta-feira.
Renato Duque promete revelar ao juiz Sergio Moro que o comandante máximo da ORCRIM roubou metade da propina destinada ao PT.
Segundo O Globo, a Odebrecht só aceitou construir as sondas do pré-sal a pedido de Lula:
“A Enseada Paraguaçu, que pertence à Enseada Indústria Naval, empresa da qual a Odebrecht é sócia, foi erguida para atender a Sete Brasil.
Hoje em recuperação extrajudicial, a Enseada também tem como sócios a OAS e a UTC, ambas investigadas pela Lava Jato, e a japonesa Kawasaki. De acordo com fontes, a Odebrecht não tinha interesse na construção das sondas, tamanha sua complexidade, mas queria operá-las. Por isso, acabou aderindo à sociedade da Enseada.
'Era um jogo de cartas marcadas, para favorecer aqueles que aceitavam entrar no esquema de corrupção', diz um ex-executivo de um estaleiro que foi barrado na licitação.
O núcleo duro da Sete era comandado por João Carlos Ferraz e Pedro Barusco, ex-executivos da Petrobras que estão entre os primeiros delatores da Lava Jato.
Barusco já devolveu mais de R$ 180 milhões aos cofres da estatal. Ele é apontado como uma pessoa-chave no petrolão, com tentáculos que se estendiam à Sete. De acordo com delatores, enquanto as diretorias e a propina da Petrobras eram divididas com PMDB e PP, na Sete os recursos iam direto para o PT, num esquema sob coordenação de João Vaccari, ex-tesoureiro do partido”.

Nenhum comentário:

Postar um comentário