quarta-feira, 17 de maio de 2017

‘Financial Times’ diz que recessão no Brasil está chegando ao fim

Com Veja e Estadão Conteúdo

Publicação europeia destaca reformas propostas por Temer como positivas para o país


Presidente Michel Temer pisca durante evento que regulariza situação de portos no Palácio do Planalto, em Brasília
Dias antes da edição especial do Financial Times, Temer comemorou resultados de sua administração (Evaristo Sá/AFP)
O jornal inglês “Financial Times” publicou na edição desta terça-feira um caderno especial sobre o Brasil com 11 reportagens. A publicação destaca que a recessão parece estar chegando ao fim, que o governo está cortando gastos e que as reformas do presidente Michel Temer estão avançando, apesar dos protestos da população e da sua baixa popularidade. “O Brasil parece estar se movendo de novo”, afirma o especial, que recebeu o título de “Reinventando o Brasil”.
O texto principal começa ressaltando que, em São Paulo, na Avenida Faria Lima, “a versão brasileira de Wall Street”, onde estão as sedes de vários bancos de investimento, a animação, que há muito não se via, está voltando. O texto menciona que em quatro meses de 2017 já ocorreram três ofertas milionárias de ações, com destaque para a abertura de capital da companhia aérea Azul, que movimentou 571 milhões de dólares (cerca de 1,76 bilhões de reais).
“Reformas terminam três anos de turbulência e recessão no Brasil”, destaca a publicação, falando que, mesmo com a baixa popularidade de Temer, o peemedebista está conduzindo mudanças na economia que vão ajudar o país a crescer mais no médio prazo. Ao contrário da gestão de Dilma Rousseff, marcada por recessão e inflação em alta, o FT menciona que os índices de preços estão em queda no Brasil e o Banco Central está cortando os juros de forma agressiva.
“A janela para novas reformas é estreita”, afirma o jornal inglês. A reportagem explica que o país terá eleições gerais em 2018 e em alguns meses o Congresso estará no “modo eleições”, ou seja, a prioridade dos parlamentares será a corrida nas urnas.
Na última sexta-feira, durante evento em Brasília para comemorar um ano de seu governo, Temer afirmou que o Brasil está retomando o caminho do crescimento. “Agora, é seguir em frente. A travessia continua, e estou seguro que ao completar o segundo ano de governo teremos um país reestruturado e mais feliz”.
Dias depois, o presidente também ressaltou os resultados econômicos pelo Twitter.
Em fevereiro, em entrevista para o “Financial Times”, Temer afirmou que o país estava saindo da recessão, e comentou sobre as reformas propostas.
Além de reportagens sobre a economia, o “Financial Times” ressalta no especial que há um esforço no Brasil para se combater a corrupção, tanto pela Polícia Federal como pelo Judiciário. “As instituições do país provaram ser notavelmente resistentes”, afirma o texto. Nas empresas, cresce a preocupação com transparência, destaca a reportagem.
O especial tem uma série de reportagens, além de entrevistas com a equipe de Temer, incluindo o ministro da Fazenda, Henrique Meirelles, e o presidente do Banco Central, Ilan Goldfajn

Eleições

O caderno especial tem ao todo 11 reportagens, tratando de temas como a reforma da Previdência, as eleições de 2018, a Operação Lava Jato e as mudanças em curso no Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES).
No texto sobre a corrida presidencial, a publicação inglesa destaca que a série de escândalos de corrupção no Brasil aumenta a chance de vitória de candidatos “outsiders”, fora do mundo político, nas eleições do ano que vem. O mais controverso é o deputado Jair Bolsonaro, ressalta o FT. O mais falado no momento é o prefeito de São Paulo, João Doria.


Nenhum comentário:

Postar um comentário