sábado, 27 de maio de 2017

Barroso é contra mudar termos de delação homologada

Com O Antagonista

"Uma vez homologada, a delação deve prevalecer sem nenhum tipo de modificação futura".
Foi o que disse o ministro do STF Luís Roberto Barroso à Folha.
"A delação só faz sentido se o colaborador tiver a segurança de que o acordo feito será respeitado. Se ela puder ser revista, em breve o instituto deixará de existir."
Barroso se posicionou contra a mudança dos termos negociados pela PGR com o grupo JBS, de Joesley Batista, mas se absteve de comentá-los.
"Não li o acordo, e portanto não tenho condições de opinar."

Nenhum comentário:

Postar um comentário