segunda-feira, 29 de fevereiro de 2016

"O que a gente quer é oportunidade"; leia o monólogo de Chris Rock no Oscar

UOL



Em meio a uma campanha pela diversidade no Oscar, o apresentador e comediante Chris Rock fez um monólogo de abertura em que ataca e ironiza, ao mesmo tempo,a falta de indicações de atores negros nas principais categorias desta edição. Confira a seguir a transcrição da íntegra do discurso, que ocorreu logo após a exibição de um clipe com os principais indicados do ano:
"Cara, eu contei pelo menos 15 negros naquela montagem. Bem, estou aqui no Oscar, também conhecido como o White People Choice Awards."
"Já pensaram que se eles tivessem indicações para apresentador eu sequer teria conseguido esse emprego? Vocês estariam vendo o Neil Patrick Harris agora!".
"Este é o Oscar mais louco para se apresentar, com toda essa controvérsia, nenhuma indicação para negros, e as pessoas dizendo: 'Você deveria boicotar, você deveria desistir'. Por que será que são só as pessoas desempregadas que falam para você desistir de alguma coisa?"
"Eu pensei em desistir. Eu pensei seriamente. Daí eu pensei: eles vão fazer o Oscar de qualquer jeito. Não vão cancelar só porque eu desisti. E a última coisa que eu preciso é perder um trabalho para o [comediante negro] Kevin Hart!"
"A grande questão é: por que estamos protestando? Por que nesse Oscar? É a 88ª edição do prêmio. Quer dizer que essa coisa toda de não indicarem negros aconteceu pelo menos outras 71 vezes. Você imagina que poderia ter acontecido nos anos 50, nos 60... e tenho certeza de que não houve indicações. Sabe por quê? Porque nós tínhamos coisas de verdade para protestar contra naquela época. Estávamos ocupados demais sendo estuprados e linchados para se importar com quem venceu [na categoria] melhor direção de fotografia. Quando a sua avó está enforcada em uma árvore, é realmente difícil pensar em quem venceu o melhor curta-metragem de documentário estrangeiro."
"Mas o que aconteceu este ano? As pessoas ficaram furiosas! Spike [Lee] enfureceu-se, Jada [Pinkett-Smith] enfureceu-se, Will [Smith] enfureceu-se. Todos ficaram enfurecidos. Jada disse que não viria, em protesto. Jada boicotar o Oscar é como eu boicotar a calcinha da Rihanna. Eu nem fui convidado! Está aí um convite que eu não recusaria."
"Mas entendo que tenham ficado furiosos. Jada, Will... eu entendo. Entendo que Will é tão bom e nem foi indicado. Também não acho justo que Will tenha recebido US$ 20 milhões por 'As Loucas Aventuras de James West'!"
"Este ano as coisas vão ser um pouco diferentes no Oscar. Na parte do In Memoriam vão mostrar pessoas negras que foram baleadas por policiais a caminho do cinema. Sim, eu disse!"
"Você quer indicados negros todo ano? Você só precisa ter categorias para negros. Vocês já têm para homens e mulheres...Pense bem, não faz sentido ter uma categoria para homem e outra para mulher em atuação. Não tem por quê! Robert De Niro nunca pensou: Vou aliviar um pouco nessa interpretação para que a Meryl Streep me alcance. Não, de jeito nenhum!"
"Se quiser atores negros indicados todo ano, apenas tenha categorias para negros, como 'melhor amigo negro'."
"Mas a verdadeira questão que todo mundo quer saber é: Hollywood é racista? Você precisa ir com calma aí... É um tipo diferente de racismo. Lembro de uma noite em que eu estava num evento de angariação de fundos do presidente Obama. Vários de vocês estavam lá. E tinha uns quatro negros lá: eu, Quincy Jones, Russell Simons, Questlove, sabe, os suspeitos de sempre. E em certo momento você vai tirar uma foto com o presidente. E eu disse, Sr. Presidente, você vê todos esses roteiristas, esses produtores, atores... eles não contratam pessoas negras. E eles são as pessoas brancas mais legais do mundo. Eles são liberais [progressistas]!"
"Hollywood é racista? Sim, mas não aquele racismo a que você se acostumou. Hollywood é racista de sororidade [termo usado para se referir às repúblicas femininas das universidades americanas]. 'A gente gosta de você Rhonda, mas você não é uma Kappa'. Assim é em Hollywood."
"Mas as coisas estão mudando. Temos um 'Rocky negro' este ano. Alguns chamam de 'Creed', eu chamo de 'Rocky negro'. E isso é uma grande coisa. Porque Rocky se passa num mundo onde atletas brancos são tão bons quanto atletas negros. Então, 'Rocky' é um filme de ficção científica! Tem coisas que acontecem em 'Star Wars' que são mais críveis do que coisas que acontecem em 'Rocky'."
"Estamos aqui para honrar atores, estamos aqui para honrar os filmes. Tem muitos injustiçados. Um dos grandes injustiçados, de que ninguém está falando, um dos meus atores favoritos, é Paul Giamatti. Ele é o maior ator do mundo. Pense no que Paul Gimatti fez nos últimos anos. Ano passado, ele está em '12 Anos de Escravidão' e odeia pessoas negras. Este ano ele está em 'Straight Outta Compton' e ama pessoas negras. Ano passado ele estava chicoteando a Lupita, neste ano ele está chorando no enterro de Eazy E. Isso é que é abrangência. Ben Affleck não conseguiria fazer isso!"
"O que quero dizer é que não se trata de boicotar as coisas. O que a gente quer é oportunidade. Queremos que atores negros tenham as mesmas oportunidades. E só. Não só de vez em quando. Leo [DiCaprio] consegue um grande papel todo ano. Todos vocês conseguem grandes papéis o tempo todo. E os negros?" 
"Vejam Jammie Foxx, ele já venceu como melhor ator.  Jammie Foxx mandou tão bem em 'Ray' que eles foram ao hospital e desligaram os aparelhos de Ray Charles. 'A gente não precisa de dois desses!'"
"Um dos grandes temas desta noite não é racismo. Você não pode mais perguntar para as mulheres o que elas estão vestindo. Pergunte mais. Você tem que perguntar mais a elas. Nem tudo é sexismo, nem tudo é racismo. Eles perguntam mais aos homens porque eles vestem sempre os mesmos figurinos. Se o George Clooney aparecer com um smoking de linho verde e um cisne saindo do seu rabo alguém vai perguntar: 'O que você está vestindo, George?'"
"Bem-vindos ao 88º Oscar. Vocês querem diversidade? Nós temos diversidade. Por favor deem as boas vindas para Emily Blunt e alguém mais branca ainda Charlize Theron." 
Ampliar

Veja fotos da cerimônia do Oscar 201653 fotos

12 / 53
28.fev.2016 - O comediante Chris Rock abre o Oscar 2016 falando sobre a falta de negros indicados aos prêmios da Academia Leia mais Mario Anzuoni/Reuters

Vídeo



Nenhum comentário:

Postar um comentário