segunda-feira, 29 de fevereiro de 2016

Desafio na terra do capuccino: Starbucks abrirá primeira loja na Itália


Janela de uma cafeteria da Stabucks em Nova York - Victor J. Blue / Bloomberg


Com O Globo e agências internacionais


Rede de cafeterias vai inaugurar em Milão, local de inspiração para o negócio americano


NOVA YORK - A Starbucks confirmou seu desembarque na Itália e informou que vai abrir, em 2017, sua primeira loja no país. A cidade escolhida para inaugurar os negócios tem significado simbólico: Milão, onde Howard Schultz, diretor executivo da rede de cafeterias se inspirou para abrir a empresa, segundo o vice-presidente sênior de Comunicação Global da Starbucks, Corey duBrowa, contou à CNN.

“A história ds Starbucks está diretamente ligada com a maneira como os italianos criaram e executaram a perfeita dose de um espresso”, disse Schultz em comunicado à imprensa. “Tudo o que fizemos tem base na fundação daquelas maravilhosas experiências que muitos de nós já teve na Itália e nós aspiramos a ser um administrador respeitoso desse legado por 45 anos

No entanto, competir nesse mercado não será fácil diante da forte presença do café na cultura do país. A maioria das cafeterias operam de maneira que os clientes consigam espressos rapidamente, o que contrasta com a maneira de atendimento da Starbucks, que estimula que os consumidores aproveitem o ambiente para ler, trabalhar ou conversar.


A Percassi, desenvolvedora italiana que estará na empreitada com a Starbucks, reconhece isso.

“Sabemos que vamos enfrentar um desfio único com a abertura da primeira loja da Starbucks na Itália”, afirmou o presidente da companhia italiana, Antonio Percassi, em nota.
No entanto, o presidente disse que está “confiante de que o povo italiano está pronto para viver a experiência Starbucks”.

A companhia já tem presença na Europa e administra cerca de 2,4 mil lojas no continente, Oriente Médio e Áfica, que respondem por cerca de 10% dos estabelecimentos globais.



Nenhum comentário:

Postar um comentário