segunda-feira, 29 de fevereiro de 2016

Justiça bloqueia R$ 31 milhões nas contas de João Santana, marqueteiro da quadrilha Lula-Dilma

UOL


Por determinação do juiz federal Sérgio Moro, a justiça bloqueou R$ 28,7 milhões em duas contas da mulher do publicitário João Santana, Mônica Moura, além de  R$ 2,7 milhões nas contas do marqueteiro do PT.
Empresas do publicitário e outros envolvidos também tiveram valores bloqueados. Na conta da Polis Propaganda foram bloqueados R$ 407 mil. Já o funcionário da Odebrecht Fernando Migliaccio, preso na Suíça, teve R$ 1,9 milhão bloqueados. Na conta do empresário Zwi Skornicki, acusado operar repasses ao publicitário no exterior, o banco bloqueou R$ 4,4 milhões.
De acordo com as investigações, Santana e a mulher dele teriam recebido US$ 7,5 milhões da Odebrecht no exterior. A suspeita é de que os valores sejam oriundos do esquema de corrupção na Petrobras. A decisão de Sérgio Moro foi proferida como medida cautelar na investigação da Operação Acarajé, deflagrada na semana passada. As instituições bancárias deveriam bloquear até R$ 25 milhões de cada investigado, dependendo dos valores depositados.


Documentos juntados ao processo
Documentos juntados ao processo

Com informações de Justiça Federal e Agência Brasil

Nenhum comentário:

Postar um comentário