quinta-feira, 13 de abril de 2017

Cannes 2017: Sofia Coppola e outros 17 diretores na competição

Sofia Coppola
Sofia Coppola (Gareth Cattermole Getty Images/VEJA)

Com Veja, Estadão Conteúdo e France-Presse

Confira os longas que concorrem à Palma de Ouro na edição 2017 do festival francês de cinema


Sofia Coppola, Michael Haneke, Sergei Loznitsa, Todd Haynes — estão todos de volta à competição de Cannes. Em Paris, o delegado-geral, Thierry Fremaux, e o presidente, Pierre Lescure, fizeram na manhã desta quinta-feira o anúncio dos filmes que vão concorrer à Palma de Ouro no festival, entre os dias 17 e 29 de maio.

Coppola concorre com O Enganado (The Beguiled), protagonizado pro Nicole Kidman, Elle Fanning, e Kirsten Dunst. O longa ainda não tem previsão de estreia no Brasil. A diretora é uma das três cineastas que estão disputando a Palma de Ouro, o mesmo número que no ano passado, junto com a japonesa Naomi Kawase e a britânica Lynne Ramsay.
Ao todo, 49 longas-metragens de 29 países foram selecionados dentre os 1.930 propostos para o maior festival de cinema do mundo, contando com os trabalhos apresentados fora de competição, em “sessões da meia-noite” ou “mostras especiais”. Em 2016, o número de filmes inscritos foi de 1.869. Neste ano, dezoito longas estão em competição e dezesseis serão exibidos na mostra paralela Un certain regard (Um certo olhar, em português).
Entre os diretores que disputam a Palma de Ouro, apenas o austríaco Michael Haneke já foi premiado, e em duas ocasiões, por A Fita Branca, em 2009, e Amour, en 2012.
Ao contrário de Berlim, que teve ampla participação brasileira em fevereiro, não existem filmes do Brasil na competição nem na mostra Un Certain Regard, que compõem a seleção oficial.
Confira a lista de filmes em competição:
Loveless, de Andrey Zvyagintsev
Good Time, de Benny Safdie e Josh Safdie
You Were Never Really Here, de Lynne Ramsay
L’Amant Double, de François Ozon
Jupiter’s Moon, de Kornél Mandruczo
A Gentle Creature, de Sergei Loznitsa
The Killing of a Sacred Deer, de Yorgos Lanthimos
Radiance, de Naomi Kawase
Le Jour d’Après, de Hong Sangsoo
Le Redoutable, de Michel Hazanavicius
Wonderstruck, de Todd Haynes
Happy End, de Michael Haneke
Rodin, de Jacques Doillon
O Enganado, da americana Sofia Coppola
120 Battements par Minute, de Robin Campillo
Okja, de Bong Joon-Ho
In the Fade, de Fatih Akin
The Meyerowitz Stories, de Noah Baumbach

Nenhum comentário:

Postar um comentário