quarta-feira, 30 de janeiro de 2019

Lucro do Santander Brasil cresce 24,6% em 2018 para R$ 12,4 bilhões

O Santander Brasil reportou nesta quarta-feira (30) lucro líquido gerencial de R$ 12,4 bilhões em 2018, uma alta de 24,6% em relação ao ano anterior.
No último trimestre do ano passado, o lucro líquido saltou 23,8%, na comparação com igual período de 2017, para R$ 3,4 bilhões. 
O crescimento foi apoiado na ampliação da carteira de crédito e de receitas com tarifas. O resultado, porém, trouxe aumento em provisões para perdas com crédito duvidoso.
Agência do Santander no interior de São Paulo
Agência do Santander no interior de São Paulo - André Mendes/Jornal O Povo
A carteira de crédito do banco somou R$ 305,3 bilhões no ano, um avanço de 12% em doze meses impulsionado principalmente por empréstimos a pessoas físicas. O segmento cresceu 22,6% em 2018.
As despesas de provisão totalizaram R$ 13,1 bilhões, incremento de 6,1%. 
As receitas em 2018 alcançaram R$ 59,3 bilhões, expansão também de 12% em relação a 2017. Já as despesas no período atingiram R$ 20,2 bilhões, aumento de 5,3% na mesma base de comparação.
"Em três meses, essas despesas aumentaram 9,3% influenciadas principalmente pelas despesas de serviços técnicos especializados e de terceiros, processamento de dados e marketing, dada a sazonalidade do período", disse o banco em seu balanço.
O banco registrou índice de inadimplência superior a 90 dias de 3,1% no quarto trimestre, 0,2 ponto percentual acima dos três meses anteriores.
A margem financeira líquida, a diferença entre o que o banco paga para obter recursos e o que cobra dos clientes em empréstimos, caiu 3,1% no trimestre, para R$ 7,761 bilhões, por causa do aumento da provisão para inadimplência. No ano, no entanto, avançou 12,7%, para R$ 31,1 bilhões.
REUTERS

Nenhum comentário:

Postar um comentário