terça-feira, 18 de abril de 2017

Premier britânica convoca eleições antecipadas para junho

O Estado de São Paulo

Em anúncio inesperado, Theresa May afirmou que este 'é o único modo de garantir a estabilidade' no Reino Unido diante da saída do país da União Europeia


LONDRES - A primeira-ministra britânica, Theresa May, pediu nesta terça-feira, 18, a realização de uma eleição antecipada no dia 8 de junho, afirmando que o governo tem o plano correto para negociar os termos da saída do Reino Unido da União Europeia (UE) - processo conhecido como Brexit - e precisa de união política em Londres.
O anúncio inesperado foi feito do lado de fora do escritório de May na Downing Street, após uma reunião com o Conselho de Ministros. "Eu acabei de liderar uma reunião do governo em que nós concordamos em convocar uma eleição geral no dia 8 de junho", disse a premiê.
Foto: EFE/Andy Rain
Theresa May
O anúncio inesperado foi feito do lado de fora do escritório da premiê britânica, Theresa May, na Downing Street, após uma reunião com o Conselho de Ministros
May marcou as eleições apesar de ter rejeitado várias vezes nos últimos meses a possibilidade de realizar um novo pleito no país. "O Brexit é de interesse nacional, mas os outros partidos se opõem", afirmou ela.
As eleições foram convocadas para enfrentar o forte clima de divisão seminado pela oposição do Partido Trabalhista, dos Liberais Democratas e dos movimentos de independência na Escócia. A situação poderia enfraquecer o Reino Unido nas negociações com a UE.
Admitindo que havia excluído anteriormente a ideia de novas eleições, May disse que agora reconhece que este "é o único modo de garantir a estabilidade" do país. "Precisamos e precisamos fazer isso agora", destacou a premiê.  Ela também aproveitou a ocasião e pediu para os britânicos votarem em sua legenda, o Partido Conservador, para conduzir o processo do Brexit.
May tomou posse no dia 13 de junho de 2016, após a renúncia do então primeiro-ministro, David Cameron. Ele deixou o cargo porque não conseguiu conter a vitória do "sim" no referendo que optou pela saída do Reino Unido da União Europeia. / REUTERS e ANSA


O dia do Brexit no Reino Unido

16

Nenhum comentário:

Postar um comentário