segunda-feira, 22 de setembro de 2014

"A evidência de um fracasso", editorial do Estadão

Quando apresentou Dilma Rousseff como candidata a sua sucessão nas eleições de 2010, Luiz Inácio Lula da Silva vendeu aos eleitores a imagem de uma gerente eficientíssima, a quinta-essência da competência administrativa, a verdadeira "mãe do PAC", o Programa de Aceleração do Crescimento, pacote de realizações nunca antes imaginadas na história deste País. Como base daquela campanha eleitoral, Dilma apresentou um programa criado para chamar de seu, o PAC 2. Quatro anos depois, apenas 15,8% das realizações prometidas em 2010 foram concluídas, 38,6% continuam em execução e 45,6% - quase a metade - permanecem no papel. Conclusão inescapável: o governo não funciona, é ineficiente, incapaz de cumprir satisfatoriamente até seus programas prioritários.
Esse fenômeno, definido como crise de Estado pelo professor José Arthur Giannotti em entrevista publicada pelo Estado no domingo (14/9), "acontece quando você decide em cima e a decisão não chega embaixo. E o Estado, dessa forma, não funciona. Já temos uma crise de decisão. Ela continua se Dilma ou Marina vencerem".
Na opinião do professor emérito de Filosofia da USP, essa crise tenderá a se agravar no caso da reeleição de Dilma porque "o PT e particularmente o Lula vão interferir muito mais no governo", assim como, na hipótese da eleição de Marina, esta terá de superar o desafio de "encontrar uma nova funcionalidade" para substituir esta "base aliada enorme que destruiu o Estado para ser construída e criou 39 ministérios", dos quais "nem a Dilma lembra mais quais são os ministros".
Esse é o resultado do completo aparelhamento da máquina governamental promovido pelo lulopetismo - por ironia, a pretexto de garantir a "governabilidade" - com o único propósito de criar condições para sua perpetuação no poder.
De fato, o que se pode esperar, em termos de eficiência, de um governo cujos cargos técnicos, em todos os níveis, são preenchidos para atender aos interesses políticos dos partidos que integram a "base aliada" em vez de levar prioritariamente em consideração a qualificação profissional e a idoneidade moral dos nomeados?
Obras do governo não são tocadas por funcionários públicos, mas por empreiteiras que, obviamente, procuram maximizar lucros. A responsabilidade dos funcionários do governo é agir com base nos mais rigorosos critérios de preservação do interesse público em todas as fases do processo de preparação e execução de um projeto, desde o edital e a preparação dos necessários contratos até a fiscalização das obras.
Ora, não se pode esperar que apaniguados políticos, cujo maior, se não único, mérito é usar uma estrela vermelha na lapela, sejam capazes de questionar competentemente aspectos técnicos ou orçamentários de projetos apresentados por empreiteiras mais do que experientes em negociar com o poder público. E seria ingenuidade imaginar, diante das evidências diariamente expostas na mídia, que os mais elevados padrões éticos sempre predominem nessas negociações.
Não foi por outro motivo que, durante seu governo, Lula se queixava sempre da atuação do Tribunal de Contas da União, que considerava extremamente rigorosa na fiscalização dos contratos para a realização de obras públicas.
Não foram Lula e o PT que inventaram a corrupção. Na verdade, o combate a ela sempre foi uma de suas principais bandeiras antes de chegarem ao Palácio do Planalto. A corrupção é produto do patrimonialismo historicamente predominante nas instituições governamentais desde os tempos coloniais. O lulopetismo tem apenas dedicado seus 12 anos no poder a aprimorar em benefício próprio os métodos da corrupção, como o demonstram, com uma estarrecedora clareza, o processo do mensalão e, agora, o escândalo da transformação da Petrobrás em fonte de recursos a serviço dos interesses políticos de PT e aliados.
E o mais trágico - o fenômeno diagnosticado pelo professor Giannotti do qual Dilma já deve estar se dando conta - é que esse verdadeiro poder invisível entranhado na máquina governamental tende a adquirir vontade própria. Ou seja: a decisão que se toma embaixo não é sempre, necessariamente, a que vem de cima.

7 comentários:

  1. Somente Aécio tem um projeto de governo mais completo e coerente com a realidade atual do nosso país.

    ResponderExcluir
  2. Desculpa aee, mas Aécio nao tem moral para tocar o Brasil, ele faz parte de uma quadrilha que sempre assaltou os cofres publicos, isso de esse cara estar bisbilhotando os escândalos da petrobras, tem cheiro de oportunismo eleitoral, pois ele sabe muito bem que o que acontece atualmente na Petrobras, sempre fez parte na conduta das empresas públicas desde o tempo da ditadura e que só esta sendo investigado e processado porque o proprio lula quando assumiu em 2002, criou mecanismos que permitissem a investigação sem a interferencia do poder executivo, coisa que antes, na era FHC nao existia, ou seja tudo isso acontecia e ninguem oodia denunciar e os processos quandoexistiam eram arquivados. O governo Lula/Dilma por sua vez acertaram em permitir a ccriminalização do crime de colarinho branco na politica, porem vacilaram em nao atacar no combate a estes crimes esimplesmente se adaptaram para governarem sem maiores problemas. Na pior das hipoteses, ainda acredito ser Dilma uma opção mais adequada para administrar o Brasil em meio a esse caos, pois é sabido que os que desejam a saida do PT do poder, ainda estao administrando estados importantes da federação, em cujas administrações, os mesmos erros ou conivencia com a corrupção sao semelhantes oh ate piores, pois la onde o PSDB tem ainda governado os escândalos continuam a todo vapor, nao se oode denunciar e nem mesmo investigar, eles tem todo um aparato midiático mega poderoso que que estão dando sua contribuição ao abafa e ao mesmo tempo dispensando toda a munição avassaladora contra o PT, Entao fica claro qje se o PSDB RETORNAR, alem de se interromper os projetos sociais, com certeza, as investigações contra a escândalos da petrobras, cessarão e o pior será o inicio de mais uma entrega do patrimônio público a preço de banana da epoca do FHC e o fim da autonomia da policia federal em relação a corrupção, visto que mesmo atualmente o PSDB, tem uma corja nos três poderes que facilitarão isto que estou falando. Para vc ter uma idéia do que se roubou na era FHC comparado ao escândalo da Petrobras, 150 bilhões desviados com privatizações FHC contra apenas supostos 10 bilhões de des ios da petrobras. Ou seja o PT em materia de corrupção perde feio para o PSDB. VALE RESSALTAR QUE NOS CASOS DO FHC FOI CONFIRMADO NAO INVESTIGADO NEM PROCESSADO, pois naquela época como disse acima tudo era engavetado.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ou seja, ao invés de ser um cidadão, um republicano , um brasileiro que deseja bem para o país acima e além de partidos, você é apenas mais um cretino, um idiota cheio de "dados"não comprovados e tendenciosos - diz que "foram 150 bilhões desviados com privatizações FHC "mas, "apenas supostos 10 bilhões de desvios da Petrobras", ou seja afirma que houve corrupção no Governo FHC, mas põe em dúvida os desvios da Petrobrás no Governo petista - e como tal , não merece a menor consideração. É por causa de merdas, de filhos da puta iguais a você, que o país está ferrado desse jeito. Hipócrita!

      Excluir
    2. Este "Wilson" é só outro PIXULEQUEIRO.

      Teu discursinho é saído da indústria de dossiês do PT - Partido dos Trambiqueiros: puras MENTIRAS sem embasamento.

      É a estratégia da BANDALHA VERMELHA: já que a defesa dos seus crimes é impossível, o negócio é puxar todo mundo para o mesmo esgoto.

      Se o PSDB roubou tanto, como é que a Petrobrás foi quebrar - sim, porque uma empresa petrolífera sem capacidade de investimento está QUEBRADA - justamente na mão da "gerentona"?

      Já sei tua resposta: A CULPA É DO FHC!


      Excluir
  3. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  4. Creio que esse infeliz, esse energúmeno, deve viver as custas do poder petista, dai então meus caros, desistam dessa praga que assola o País, faz com que possamos regredir no tempo, sim, o pt é verdadeiro túnel do tempo, porém, ele consegue apenas com que esse tempo ande para trás, muito para trás, resultando nessa tragédia que se encontra o País, quebrado e humilhado, graças ao desgoverno e pessoas totalmente sem escrúpulos como esse calhorda chamado wilson's blog, atente porém ao fato que no seu nome é utilizado o apóstrofe imitando os Norte Americanos, coisa que essa raça odeia mas no fundo querem comprar com toda força de seus seres, dai então HIPOCRISIA é pouco.

    ResponderExcluir