terça-feira, 30 de setembro de 2014

Dilma acusa Marina de ter ‘desvio de caráter’. Como pode alguém que anda com Lula e chefia o governo mais corrupto da história falar en caráter?

Marco Grillo - O Globo

Candidata à reeleição diz que adversária mentiu sobre seus votos em relação à CPMF

A presidente Dilma Rousseff elevou o tom das críticas contra Marina Silva nesta terça-feira e acusou a candidata do PSB de ter “desvio de caráter” e de ter mentido sobre a votação da CPMF. A presidenciável afirmou durante a campanha que havia se posicionado a favor da criação do imposto quando era senadora pelo PT, mas reportagem do GLOBO mostrou que ela votou contra a criação do tributo. Dilma fez as críticas ao final da entrevista coletiva no HSBC Arena, na Barra da Tijuca, Zona Oeste do Rio. A presidente participou de um ato com atletas, ex-atletas e dirigentes esportivos que apoiam sua reeleição. Também nesta terça-feira Marina rebateu a acusação, afirmando que "mentira é quem diz (sic) que não sabe que tinha roubo na Petrobras".

— Já que vocês (jornalistas não vão me perguntar), vou fazer uma última consideração. Eu acho que um presidente pode se equivocar. Um presidente é humano, pode errar. Um presidente pode se confundir. Só tem uma coisa que um presidente não pode fazer. Não pode mentir. Nós dissemos e afirmamos hoje que, no caso da CPMF, ao contrário do que a candidata Marina diz. Não somos nós que afirmamos, aliás, quem levantou a questão foi o jornal O GLOBO. O jornal O GLOBO, com razão, e nós também com razão, levantamos que, nas duas ocasiões em que houve, primeiro, a votação para criar a CPMF, segundo, a votação para prorrogar a CPMF, a candidata Marina, nas duas oportunidades, votou não. E disse, na minha frente e na frente de todo o Brasil, constatado pela imprensa, que ela tinha votado sim. E não é verdade. Ela não votou sim. Eu acredito que é muito importante que as pessoas assumam o que fazem. Errar é humano. Mentir é desvio de caráter.


Nenhum comentário:

Postar um comentário