sexta-feira, 31 de janeiro de 2014

ONG fundada pelo pai de Padilha (ou quadrilha?) recebeu R$ 1,5 milhão dos governos "Barba"-Dilma

ONG fundada pelo pai de Padilha recebeu R$ 1,5 mi do governo federal

Contas Abertas 
Os recursos desembolsados pelo governo federal para a Koinonia, ONG fundada pelo pai do ministro da Saúde, Alexandre Padilha, chegaram a R$ 1,5 milhão entre 2001 e 2014. O montante foi transferido para a organização por meio dos ministérios da Justiça, Esporte, Desenvolvimento Agrário e Cultura. Na lista de parceiros na administração federal também estão as secretarias de Políticas de Promoção da Igualdade Racial e de Direitos Humanos, ligadas à Presidência da República.

Em 2004 e 2005, as ordens bancárias para entidade somaram R$ 60 mil e R$ 244,6 mil, respectivamente. Em 2010, os valores repassados foram de R$ 117,5 mil, passando para R$ 400 mil em 2011 e R$ 195,7 mil em 2012. No ano passado, as cifra recebida pela Koinonia foi de R$ 211,7 mil. Em 2014, os valores já somam R$ 262,2 mil. Nos anos de 2001, 2002, 2003, 2006, 2007, 2008 e 2009 não foram emitidas ordens bancárias para a ONG.

Veja tabela e as Ordens Bancárias

De acordo com o Portal da Tranparência, a ONG já teve pelo menos nove convênios com o governo federal. Do total, oito contratos foram firmados depois que o PT chegou ao poder em 2003. De acordo com o site, os convênios somaram a quantia de R$ 1,55 milhão.

Até essa quinta-feira (30), a ONG também possuía convênio com o Ministério da Saúde, no valor de R$ 199,8 mil. No entanto, o órgão cancelou o acordo firmado com a ONG no dia 28 de dezembro de 2013 para prestar serviços de “promoção e prevenção de vigilância em saúde”. A parceria, no entanto, ainda consta no portal.

O convênio com valor mais elevado firmado entre a Koinonia e o governo federal foi por meio do Ministério do Esporte. O contrato de R$ 400 mil foi feito para o desenvolvimento de atividades de esporte recreativo e de lazer em 4 núcleos para atendimento de 1,6 mil crianças e adolescentes, jovens, adultos, idosos e portadores de necessidades especiais. As atividades foram realizadas no município de Duque de Caxias.

Em nota encaminhada à imprensa, a Koinonia informou que grande parte da receita da entidade é obtida por meio do financiamento das entidades e organismos internacionais. Segundo a organização, em 2013, do total do orçamento da entidade, 85,96% foi composto por doações internacionais e nacionais não-governamentais.

De acordo com a Koinonia, Anivaldo Padilha, apontado como fundador da ONG, é associado da entidade e exerceu a função de Secretário de Planejamento e Cooperação, de 01 de janeiro de 2007 a 25 de setembro de 2009.

Em 2009, a organização afirma que Anivaldo Padilha entregou carta pedindo afastamento das funções de Secretário de Planejamento e Cooperação, na véspera da posse de Alexandre Padilha como ministro da Secretaria de Relações Institucionais do governo federal.

Filiado ao PT e pré-candidato do partido ao governo de São Paulo, Padilha disse que mandou cancelar o convênio com a ONG ligada a seu pai. Segundo ele não há irregularidades, mas é preciso “poupar a instituição [a ONG] da exploração politica que se vai tentar fazer”. Ele também afirmou que vai “entrar em uma missão em que cada ato vai querer ter exploração politica” e que precisa não deixar dúvidas sobre a “lisura” de seus atos no ministério. “Eu tomei a decisão hoje de solicitar ao jurídico do ministério que tome todas as medidas legais possíveis para cancelar esse convênio”, disse.
2014

O repasses devem continuar em 2014. Conforme pesquisa do do Contas Abertas no Sistema Integrado de Administração Financeira do Governo Federal (Siafi) no último dia 31 de janeiro com dados de 30 do mesmo mês, R$ 462 mil ainda devem ser pagos para a entidade neste ano.

Os valores constam como Restos a Pagar Não-Processados Inscritos para o orçamento deste ano. O montante representa despesas que foram empenhados no ano passado, mas não foram liquidadas (tiveram serviço reconhecido) ou pagas.
 
- See more at: http://www.contasabertas.com.br/website/arquivos/7680#sthash.Hb8IQBfs.dpuf

Nenhum comentário:

Postar um comentário