sexta-feira, 7 de julho de 2017

Segundo Monica Bergamo, porta-voz do lulopetismo, Gleisi desautoriza parlamentares do covil do PT a negociar com Maia

Paulo Ermantino/Raw Image/Folhapress
SÃO PAULO, SP, 10.06.2017: PT-DIREÇÃO - O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva e Gleisi Hoffmann participam da cerimônia de posse do Diretório do PT estadual na manhã deste sábado (10), na Assembleia Legislativa de São Paulo (Foto Paulo Ermantino/Raw Image/Folhapress)
Gleisi Hoffmann e Lula em evento do PT em São Paulo no dia 10 de junho


Folha de São Paulo

A presidente nacional do PT, senadora Gleisi Hoffmann (PT-PR), afirmou nesta sexta (7) que o partido não tem "nenhum parlamentar autorizado a fazer negociação" com o presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia (DEM-RJ).

Ele vem sendo apontado como alternativa para a Presidência da República, caso Michel Temer (PMDB) seja afastado.

"Só tem um jeito de consertar o país: é tirar Temer e que haja eleições diretas", afirmou Gleisi, em encontro com mulheres filiadas ao PT, em Brasília.

Maia disse também nesta sexta que a suposta articulação para que ele suceda Temer, envolvendo o PSDB, é "pura especulação".

Na reunião com as petistas, Gleisi afirmou que Temer "não tem mais condições de governar o país", já que seu governo está sendo "questionado de todos os pontos de vista: político, econômico, moral, ético. Não tem condições de continuar".

"Nós não vamos aceitar [Maia]. Não precisam me chamar para conversar. A oposição, o PT, não estará numa mesa de conversa como essa", prosseguiu a presidente da sigla.

"Rodrigo Maia é tão ruim quanto Michel Temer. É farinha do mesmo saco, daquele pessoal que deu o golpe, tirou a presidenta Dilma e, mais do que isso, daquele pessoal que está patrocinando os retrocessos contra o povo brasileiro e a classe trabalhadora. Não vamos aceitar dizer que isso será uma transição. É fora, Maia também."

O ex-presidente Lula (PT) lidera no Datafolha, com 30% das intenções de voto.

Nenhum comentário:

Postar um comentário