sexta-feira, 7 de julho de 2017

Estatal oferece salário de até R$ 25 mil por demitidos da Petrobras

Fernanda Nunes - O Estado de S.Paulo


A Pré-Sal Petróleo SA terá 49 funcionários em outubro 

e quer chegar a 180 até 2019


A Pré-Sal Petróleo SA (PPSA),  responsável pelos interesses da União do pré-sal, terá o quadro de funcionários ampliado de 34 para 49 em outubro, quando começam a trabalhar 15 profissionais contratados em processo seletivo iniciado neste mês. Os especialistas na área de petróleo chegarão em um momento de aceleração das atividades - com o início da produção da área de Libra, na Bacia de Santos, novas unitizações (áreas contínuas de pré-sal que serão inseridas no portfólio da empresa) e leilões que serão realizados neste ano.
Campo de Libra
Os especialistas na área de petróleo chegarão em um momento de aceleração das atividades, com o início da produção da área de Libra, na Bacia de Santos. Foto: Agência Petrobrás
O número de funcionários ainda está muito aquém dos 180 previstos no estatuto social da empresa, mas que nunca foram contratados e só devem chegar em 2019. Após mais de um ano negociando com o governo, a PPSA conseguiu a liberação para contratar temporariamente, pelo período de dois anos, os 15 novos funcionários.
Para o diretor de Administração da PPSA, Leandro Leme Júnior, "tem muito profissional qualificado no mercado. Gente que ficou desempregada com a derrocada de petroleiras de médio porte e de prestadoras de serviço". Ex-funcionários da Petrobras que aderiram ao programa de demissão voluntária também são esperados.
As remunerações variam de R$ 5 mil a R$ 25 mil, dependendo do cargo. A ideia é atrair profissionais extremamente especializados, em alguns casos, com experiência mínima de 15 anos. Como contrapartida, a PPSA oferece a oportunidade ao novo empregado de acumular experiência no pré-sal. 
"Para somar em nosso quadro funcional, buscamos atrair a atenção de profissionais experientes que tenham competência técnica e motivação para participar de um projeto desafiador", afirma o presidente da Pré-sal Petróleo, Ibsen Flores, em comunicado à imprensa.
A ideia é que os aprovados passeiem pelos diferentes projetos desenvolvidos pela PPSA. Por alguns meses, antes que deixem a empresa, ainda vão conviver com a equipe que ficará definitivamente na casa, oriunda de concurso público, para passar o conhecimento que acumularam. As inscrições serão abertas na próxima terça-feira, 11, e vão até 6 de agosto, por meio do site da Funrio (www.funrio.org.br), organizadora do processo seletivo.

Nenhum comentário:

Postar um comentário