sexta-feira, 14 de julho de 2017

Doria reafirma defesa do plano econômico e das reformas

Francisco Carlos de Assis - O Estado de S.Paulo


O prefeito de São Paulo, João Doria (PSDB-SP), disse nesta tarde de sexta-feira, 14, ao Estado/Broadcast que, enquanto o governo estiver protegendo o Brasil, seu partido estará com os que protegem o Brasil. Doria fez a afirmação ao lado do ministro da Indústria, Comércio Exterior e Serviços, Marcos Pereira, presidente licenciado do PRB, que almoçou com o prefeito.
João Doria
O prefeito João Doria em evento sobre primeiro ônibus elétrico movido a bateria, em São Paulo Foto: Rafael Arbex/Estadão
Doria voltou a afirmar que a sua posição continua a ser de proteger o Brasil e as reformas. "Não só a da Previdência, mas todas as reformas, a trabalhista e em breve a política também", disse Doria. Para ele, há que se proteger o Brasil porque a economia vai bem. "A economia vem tendo um comportamento que, felizmente, caminha em separado das turbulências políticas com a boa gestão econômica do ministro (Henrique) Meirelles", destacou.

Doria disse que num país que tem 14 milhões de desempregados e 7 milhões de subempregados é de fundamental importância que a política econômica possa gerar um grau de confiabilidade maior perante os investidores brasileiros e internacionais. "Isso vem acontecendo. Então a nossa defesa é proteger aquilo que está funcionando no plano econômico com a política econômica que é correta e proteger as reformas", disse, acrescentando que neste sentido, o PSDB tem que estar ao lado do Brasil.
Sobre a reunião com o ministro, Doria disse que tratou de dois temas, um local e outro nacional. "O tema local foi o suporte e o apoio da base do PRB ao PSDB e à Prefeitura de São Paulo na Câmara Municipal não apenas no voto, mas também na elaboração do planejamento de ações e dos nossos programas, principalmente no projeto de desestatização", disse.
A segunda agenda, de acordo com Doria, foi sobre o Fórum Econômico Mundial na América Latina, que será realizado em janeiro de 2018 em São Paulo. "Graças ao suporte e apoio do ministro, o trabalho que vamos apresentar conjuntamente pelos governos federal, estadual e municipal em Davos, na Suíça, será importante para apresentar opções de investimentos aos grandes fundos e investidores privados no País", afirmou o prefeito.

Nenhum comentário:

Postar um comentário