quinta-feira, 6 de julho de 2017

Carlos Fernando: "É preciso união das pessoas de bem"

Com O Antagonista

Primeiro a anunciar pelo Facebook o fim da força-tarefa da PF em Curitiba, o procurador Carlos Fernando dos Santos Lima voltou às redes para convocar os brasileiros a se manifestarem contra o golpe que o governo Temer está dando na Lava Jato.
Leiam
"Em 2013, as grandes manifestações de rua impediram que fosse aprovada a PEC 37, que proibia o Ministério Público de investigar.
Também em decorrência dessas manifestações, o Congresso Nacional acabou aprovando a contragosto uma nova legislação contra organizações criminosas.
Esses instrumentos, a independência da investigação da operação Lava Jato e o uso inteligente de todos os instrumentos legais para combater o crime organizado existente em nosso sistema político foram importantes para o sucesso das nossas investigações.
Mas nem nós Procuradores da República, Delegados de Polícia Federal, Auditores e Técnicos da Receita Federal somos responsáveis por isso, pois sem o apoio popular nada disso teria acontecido.
Agora estamos diante do mesmo momento em que as forças contra a população estão fazendo seu maior esforço para impedir que tenhamos finalmente um país limpo e ético. 
Novamente, é preciso união das pessoas de bem. Nós somos o povo. Nenhum funcionário público é um herói e nem se deve colocar as esperanças exclusivamente nos seus ombros. Assim, nem Procuradores da República, nem Delegados de Polícia Federal, nem Juízes ou Desembargadores irão substituir o povo nessa luta.
Os políticos de todos os espectros, esquerda ou direita, PMDB, PSDB, PT, etc. estão na luta pela sobrevivência do seu mandato e do seu modo de fazer politica. A extinção da Força-tarefa da Polícia Federal é só uma comprovação do que estamos dizendo há algum tempo.
Carlos Fernando"

Nenhum comentário:

Postar um comentário