sábado, 22 de julho de 2017

A mesada de Valério a Dirceu, capitão do covil, no governo Lula, o corrupto

Com O Antagonista



Em sua delação, Marcos Valério conta que, no governo Lula, pagava R$ 50 mil por mês ao ex-ministro José Dirceu (PT) como acerto por uma conta de publicidade dos Correios, segundo a Folha.
"A troca de favores teria se repetido em órgãos como a Câmara dos Deputados, o ministério dos Esportes e a Assembleia de Minas, entre outros."

Nenhum comentário:

Postar um comentário