sábado, 10 de junho de 2017

"Times do coração", por Ruy Castro

Daniel Marenco/Folhapress
***2014 Fifa World Cup Brazil*** RIO DE JANEIRO, RJ, BRASIL, 11-07-2014, 13h00: Vista aerea do Maracana. Depois de 64 anos o estadio jornalista Mario Filho, o Maracana, que passou por reformas, recebe sua segunda final de Copa do Mundo. No domingo (13), as 16h, Alemanha e Argentina se enfrentam para decidir quem sera o campeao da Copa no Brasil. (Foto: Daniel Marenco/Folhapress, ESPORTES) ***EXCLUSIVO FOLHA*** ***ESPECIAL***
Vista aérea do Maracanã, no Rio de Janeiro


Folha de São Paulo

Outro dia, dei um pulinho a 1917 e, ao constatar que Coelho Netto era realmente torcedor do Fluminense, Olavo Bilac, do Botafogo, João do Rio, do Flamengo, e que Lima Barreto odiava futebol, decidi procurar para qual time torciam alguns dos nossos antigos heróis da música e da literatura.

Folheei jornais velhos, telefonei para amigos, e a coisa, salvo erro, por enquanto está assim:

Villa-Lobos, Ary Barroso e Dorival Caymmi eram Flamengo. Noel Rosa tinha vaga simpatia pelo Andaraí. João de Barro (Braguinha) era Botafogo;

Lamartine Babo, América; Assis Valente e Wilson Baptista, Flamengo; e Custódio Mesquita, Fluminense. Entre os cantores, Francisco Alves, Mario Reis e Carlos Galhardo eram América. Orlando Silva, Cyro Monteiro e Moreira da Silva, Flamengo. Silvio Caldas, São Cristóvão. Carmen Miranda, Flamengo, e Aracy de Almeida, Vasco.

Poetas? Drummond era Vasco; Manuel Bandeira, Flamengo; João Cabral, América; e Augusto Frederico Schmidt, Botafogo —aliás, botafoguíssimo:

dormia com a camisa do clube sob o pijama. Romancistas? José Lins do Rêgo era Flamengo; Rachel de Queiroz, Vasco; Marques Rebelo, América; e Clarice Lispector, Botafogo. Cronistas? Fernando Sabino, Paulo Mendes Campos e Otto Lara Resende, todos Botafogo (embora, segundo Nelson Rodrigues, Otto não soubesse muito bem quais eram as cores de seu time); e Rubem Braga, Flamengo. Nelson Rodrigues era, claro, Fluminense; seu irmão Mario Filho, Flamengo. E Sergio Porto, também Fluminense.

Na bossa nova e adjacências, Tom Jobim era Fluminense; Vinicius de Moraes e Carlinhos Lyra, Botafogo; e João Gilberto, Vasco. Roberto Menescal, Flamengo, e Ronaldo Bôscoli, Fluminense. Lucio Alves e Doris Monteiro, Vasco; Elizeth Cardoso, Claudette Soares e Sylvinha Telles, Flamengo. Nara Leão, nenhum.

Eu ia continuar, mas faltou espaço.

Nenhum comentário:

Postar um comentário